Você está aqui

CRUELDADE: Reforma da Previdência vai levar aposentados à miséria

O governo interino de Temer anunciou que vai reduzir o piso dos benefícios pagos pelo INSS. Essa é mais uma medida que faz parte da Reforma da Previ-dência que a CUT vai negociar e deve ser implantada com a criação de um salário de refe-rência para as aposentadorias e pensões, desvinculando os valores do reajuste do salário mínimo. O que o governo quer é uma renda miserável para os aposentados.
A ideia do governo é de que a desvinculação comece a valer a partir do próximo ano. Ele diz que a reforma é necessária por causa de um rombo na previdência e vai aliviar as contas públicas. MENTIRA!
O governo Temer, capacho dos patrões, quer é entregar a Previdência aos bancos priva-dos, como Bradesco, Itaú, para aumentarem os lucros. O salário mínimo já não garante para o trabalhador aposentado as suas necessidades básicas como casa, comida, remédios. Se reduzir mais, vai comprometer ainda mais a sua sobrevivência.
Enquanto querem acabar com a vida dos aposentados e dos trabalhadores, no Brasil, apenas 71 mil pessoas dividem uma fortuna de R$ 200 bilhões e nem impostos pagam por isso. Ou seja, são R$ 3 milhões por ano para cada uma dessas 71 mil pessoas e menos que um salário mínimo para aqueles que traba-lharam a vida inteira esperando uma aposentadoria digna.
 
PARA ENFRENTAR OS ATAQUES CONTRA A CLASSE TRABALHADORA: NOSSA LUTA SEGUE FIRME POR NENHUM DIREITO A MENOS E PARA AVANÇAR EM NOVAS CONQUISTAS!