Você está aqui

VITÓRIA DOS TRABALHADORES: Após 16 dias de greve, metalúrgicos conquistam o direito de negociar PLR na Mercedes-Benz em Iracemápolis

 

Nem os dias de chuva, nem a propaganda de crise massificada pelas elites econômicas, nem a pressão da empresa que proibiu o Sindicato de colocar faixas na portaria da fábrica e muito menos a forte presença da Polícia Militar diminuíram a força e resistência dos trabalhadores na Mercedes-Benz (Iracemápolis – SP) que lutavam por melhores condições de trabalho. Foram 16 dias de intensa luta numa greve que resultou na conquista do direito de negociar a PLR (Participação nos Lucros ou Resultados) com a participação dos trabalhadores e representantes da direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira.

A greve foi suspensa na tarde da quinta-feira (31/08), pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) – 15ª região, com a determinação de que a empresa anule a comissão interna formada ilegalmente durante a greve para negociar a PLR, institua uma comissão dentro dos termos legais (Lei nº 10.101 de 19/12/2000) com trabalhadores e representantes do Sindicato, e, além disso, a empresa não poderá descontar dos salários os dias que estiveram em greve e deve garantir estabilidade de emprego até a próxima audiência que ocorrerá no dia 03 de outubro.

Essa conquista é fruto da luta dos trabalhadores que iniciaram uma greve no dia 16 de agosto, após cerca de 45 dias de tentativa de negociação entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira e representantes da empresa onde a pauta era a PLR, um Plano de Cargos e Salários e melhoria no café da manhã. Mesmo com toda persistência do Sindicato para que a negociação acontecesse, a Mercedes-Benz, sequer apresentou uma proposta aos trabalhadores da fábrica.

A direção do Sindicato destaca que a conquista foi resultado da coragem dos trabalhadores na Mercedes-Benz em fazer o enfrentamento contra o descaso e desrespeito da empresa para com os funcionários em suas reivindicações. Vale lembrar aqui, que a luta contou com a solidariedade dos trabalhadores na Mercedes-Benz de Campinas, que paralisaram a produção por 4 horas, além das mensagens solidárias vindas dos trabalhadores da Daimler-Benz na Alemanha.

Hoje a Mercedes-Benz conta com cerca de 500 funcionários diretos, com salário médio líquido de R$ 1.500,00. Na planta de Iracemápolis são fabricados carros considerados de luxo para a realidade brasileira como os modelos da Classe C e GLA, que custam entre R$ 150 e R$ 300 mil.

 

Campanha Salarial 2017

O próximo passo, além de reivindicar uma PLR satisfatória, é a luta por melhores salários e mais direitos sociais na Campanha Salarial de 2017, que teve início no mês de julho. Os Sindicatos que negociam conjuntamente nesta Campanha (Limeira, Campinas, Santos e São José dos Campos), reivindicam 9,2% de reajuste nos salários e nos pisos salariais, bem como a manutenção e ampliação dos direitos conquistados na Convenção Coletiva de Trabalho.